Atualize-se, por favor!

Estamos vendo o IE 6 ir para o buraco. Péssimo navegador, causou dores de cabeça o bastante. Descanse em paz, maldito.

Foi uma guerra longa e ainda não está vencida por completo. Na Coréia do Sul, por exemplo, matar o IE 6 está fora de cogitação. Sem ir muito longe, as próprias empresas brasileiras o usam.

grafico_navegadores

A tendência é diminuir muito. Geralmente as pessoas usam o que vem no SO. No XP, que ainda domina o mercado, vem o 6. Do Vista para o Seven, vem a versão 7 e 8, respectivamente.

Ops, “vem” né. Lembra da treta dos navegadores?

Enfim, novos SO’s, novas tecnologias “de brinde”. Resolve automaticamente a dependência do IE 6.

Mas os problemas vão continuar com outras tecnologias.

De hardware e software

Hoje mesmo a última versão do Office é a 2010. Ok, acabou de sair do forno, poucos o tem. Porém, eu mesmo tenho sérios problemas na faculdade.

Utilizo o Office 2007 e meus colegas de sala, em geral, dependem do Office XP e 2003. Não é tão importuno quanto um navegador que, literalmente, pratica atos sexuais de forma rude com o layout, entretanto, destrói algumas formatações e efeitos que só existem no 2007.

As máquinas da faculdade então, são de complicar. Tem uma sala com máquinas turbinadas, médias e muito ruins. Outro dia precisei rodar um vídeo Full HD numa e ela simplesmente reiniciou.

Atualização é um sério – e caro – problema. Os softwares atuais rodam bem com dois núcleos, mas o hardware, em sua maioria, ainda está na geração P4.

Profissionais da TI vão tentar amenizar os problemas, mas às vezes simplesmente não dá. Vencer o gosto pessoal não é possível, só se você tiver O PODER (poder dar ordens e fazê-las serem obedecidas).

Previsões?

Pessoalmente, acho que daqui àlguns anos teremos uma nova campanha contra um software morimbundo. Tal qual eu batalho contra o TurboCompiler na faculdade.

Tal qual um dia batalharam Dos contra janelas.

Hoje a escolha é clara. Opção A B né?!

Cya =D

(via Windows Live Writer!)

Anúncios

Renderizar corretamente pelo IE8

“Juro que funciona no Internet Explorer 8!”

Estava eu mexendo com o layout do Clicpira e resolvi atualizar para o IE 8. Testei o site e maravilha! Tudo funcionando igualzinho no chrome, firefox etc.

Porém notei um iconezinho no mínimo desagradável… compatibilidade

É o ícone “modo de compatibilidade”, que fica ao lado da barra de endereços. Já que o IE 8 veio com a promessa de seguir melhor os padrões web, implantaram esse botão para que os sites fossem renderizados da maneira antiga.

O problema é que o IE8 com modo de compatibilidade não renderiza exatamente como o IE7, podendo não ajudar nada dependendo do caso. Pelo que testei, funciona bem em sites que tem gambiarras mais ousadas no código fonte.

No meu caso, renderizava correto no IE 7 e no 8, porém com a bendita opção de compatibilidade, detonava todo o site. How the hell o navegador pode julgar por baixo que as páginas vão ter problemas na renderização? Para mim o correto seria que os sites renderizados errados que deveriam colocar uma marcação em seu cabeçalho, forçando a renderização antiga.

Com medo de que um usuário clicasse no botãozinho de desgraça mágica e instantânea, busquei como informar ao meu não tão amigo navegador que a página é compatível com a renderização default.

Basta adicionar esta meta tag ao cabeçalho de sua página:

<meta http-equiv=”X-UA-Compatible” content=”IE=8″></meta>

Fica mais ou menos assim:


<head>
<meta http-equiv=”Content-Type” content=”text/html; charset=utf-8″ />
<meta http-equiv=”X-UA-Compatible” content=”IE=8″></meta>
<title>Blabla</title>
</head>

Pra mim, passa a régua e fecha a conta :D

Cya o/

Windows sem IE na Europa?

Parafraseando uma garota da faculdade, discutindo sobre namorados:

É. Ruim com um, ruim com outro, pior sem nenhum.

A UE chega na Microsoft, reclama que vender o S.O com o Internet Explorer é “vantagem competitiva injusta”.

A Microsoft, toda bondosa (</sarcasmo>), vai e dá a opção de remover o IE de vez. Não, não é o bastante. “Não me chegue com problemas, quero soluções!”. Tá, vamos vender sem o IE então.

A União Européia considerou medida ruim para o consumidor, pois ao receber o PC o usuário não teria nenhum software de navegação instalado.

Fonte da citação: Info Abril

Essa briga é uma faca de dois gnomos. Eu gosto muito do IE… Para baixar o Chrome e o FireFox. Em seguida deixo ele quietinho ali, no canto, só testando com web sites.

O IE é sinônimo de internet. Merecidamente ou não, internet ainda é associada ao iconezinho azul, que ganhou a argolinha amarela do Sonic (porém não a velocidade). Excluí-lo de vez do sistema só vai deixar mais usuários confusos tentando baixá-lo desesperadamente.

Os navegadores concorrentes são outros sabores que uma outra fatia do mercado gosta de utilizar.

Todos são profissionais e funcionais!

Sim, o IE costumava (comprovei e senti na pele até a versão 7, preciso brincar com o 8 uma hora) ser um pé no saco para web designers e até de developers que tentavam criar sites interoperáveis. Também é o FireFox em alguns casos. Não tive tanto contato com problemas no Chrome, mas tenho certeza que é porque aprendi muitas “manhas” de como previnir erros.

Não sou um defensor do IE: Estou com o que me agrada e provê melhores funcionalidades com custo benefício. Por quê devo ser um fãn cego? Antes de usar o FireFox, me sentia contente com o IE. Com a chegada do FireFox, seus complementos, abas, skins, cheirinho de software novo foram fatores que me fizeram mudar. Hoje em dia, ele tá bem gordinho (a lá RONALDO!) e o Chrome chega, leve e funcional.

Se ontem estive com o IE, hoje com o FireFox, amanhã posso estar com o Chrome ou Opera, ou algum outro que eu desconheça.

Na “salinha de reuniões” os chefões de empresas / Whatever dizem que os usuários são burros e não sabem o que querem. Pois bem, coloque um prato com alimentos estragados e um com alimentos normais na frente de uma pessoa. Se ela escolher o estragado, perceber que é ruim e continuar comendo, sem questionar, o que podemos fazer?

O sistema operacional da microsoft fornece o navegador IE e muitos outros softwares nativos. Então vamos deixar apenas o S.O, sem nada, e o usuário que se vire pra completar o resto?

Sinto muito pelos outros browsers e pelos usuários que só usam o IE por serem “cegos” (OBS. não digo que quem usa IE é cego simplesmente por usar. Mas sei, por experiências pessoais, que muitos dos usuários simplesmente desconhecem qualquer outro navegador, não querem mudar, mas vivem xingando o IE), mas a vida não é assim?

BTW… Se usarmos a opção de “deixar o usuário escolher dentre vários”, você acha que ele vai clicar no iconezinho azul com a argola do Sonic,  na raposa do capeta, na pokebola ou no olho de Sauron?

browsers

Para mudar, precisamos de soluções melhores do que as atuais.

Cya!