Windows sem IE na Europa?

Parafraseando uma garota da faculdade, discutindo sobre namorados:

É. Ruim com um, ruim com outro, pior sem nenhum.

A UE chega na Microsoft, reclama que vender o S.O com o Internet Explorer é “vantagem competitiva injusta”.

A Microsoft, toda bondosa (</sarcasmo>), vai e dá a opção de remover o IE de vez. Não, não é o bastante. “Não me chegue com problemas, quero soluções!”. Tá, vamos vender sem o IE então.

A União Européia considerou medida ruim para o consumidor, pois ao receber o PC o usuário não teria nenhum software de navegação instalado.

Fonte da citação: Info Abril

Essa briga é uma faca de dois gnomos. Eu gosto muito do IE… Para baixar o Chrome e o FireFox. Em seguida deixo ele quietinho ali, no canto, só testando com web sites.

O IE é sinônimo de internet. Merecidamente ou não, internet ainda é associada ao iconezinho azul, que ganhou a argolinha amarela do Sonic (porém não a velocidade). Excluí-lo de vez do sistema só vai deixar mais usuários confusos tentando baixá-lo desesperadamente.

Os navegadores concorrentes são outros sabores que uma outra fatia do mercado gosta de utilizar.

Todos são profissionais e funcionais!

Sim, o IE costumava (comprovei e senti na pele até a versão 7, preciso brincar com o 8 uma hora) ser um pé no saco para web designers e até de developers que tentavam criar sites interoperáveis. Também é o FireFox em alguns casos. Não tive tanto contato com problemas no Chrome, mas tenho certeza que é porque aprendi muitas “manhas” de como previnir erros.

Não sou um defensor do IE: Estou com o que me agrada e provê melhores funcionalidades com custo benefício. Por quê devo ser um fãn cego? Antes de usar o FireFox, me sentia contente com o IE. Com a chegada do FireFox, seus complementos, abas, skins, cheirinho de software novo foram fatores que me fizeram mudar. Hoje em dia, ele tá bem gordinho (a lá RONALDO!) e o Chrome chega, leve e funcional.

Se ontem estive com o IE, hoje com o FireFox, amanhã posso estar com o Chrome ou Opera, ou algum outro que eu desconheça.

Na “salinha de reuniões” os chefões de empresas / Whatever dizem que os usuários são burros e não sabem o que querem. Pois bem, coloque um prato com alimentos estragados e um com alimentos normais na frente de uma pessoa. Se ela escolher o estragado, perceber que é ruim e continuar comendo, sem questionar, o que podemos fazer?

O sistema operacional da microsoft fornece o navegador IE e muitos outros softwares nativos. Então vamos deixar apenas o S.O, sem nada, e o usuário que se vire pra completar o resto?

Sinto muito pelos outros browsers e pelos usuários que só usam o IE por serem “cegos” (OBS. não digo que quem usa IE é cego simplesmente por usar. Mas sei, por experiências pessoais, que muitos dos usuários simplesmente desconhecem qualquer outro navegador, não querem mudar, mas vivem xingando o IE), mas a vida não é assim?

BTW… Se usarmos a opção de “deixar o usuário escolher dentre vários”, você acha que ele vai clicar no iconezinho azul com a argola do Sonic,  na raposa do capeta, na pokebola ou no olho de Sauron?

browsers

Para mudar, precisamos de soluções melhores do que as atuais.

Cya!

Anúncios