Mate a vontade de mexer com o Google Wave

Muitas pessoas estão correndo atrás do seu convite para o Google Wave.

Sinceramente tônemae, deixa a multidão correr na frente pra testar o serviço (bugado) que depois eu entro nele com calma. Claro que se pular um convite na minha frente eu pego :D (como aconteceu com o Gmail, que simplesmente deu um link para me cadastrar, quando ainda era reestrito, ao acessar a página de buscas).

Um redator do Meio Bit já jogou o serviço pro céu e pro inferno. Enquanto eu não ver com meus próprios olhos, continuo achando que é uma coisa boa que só necessita de adaptação.

Mas enfim, acessando o twitter hoje, vi que um dos tópicos “quentes” era o wave. Cliquei para ver os “tuítes” e um usuário mostrou o pygowave, um serviço implementado com Django (um framework de Python) que utiliza o mesmo conceito base das ondas.

Vamos explicar a existência disso, simplesmente traduzindo um texto do Wavety:

The Google Wave is built as open system and there is the Google Wave Federation Protocol. It means “…anyone can build a wave server and interoperate, much like anyone can run their own SMTP server…”.

“O Google Wave é implementado como um sistema aberto e existe o Google Wave Protocolo de Federeção. Isso significa: “…qualquer um pode construir um servidor wave e interoperar, como qualquer um pode rodar seu próprio servidor SMTP”

Pelo que entendi, podemos ter interação do Wave da google com outros serviços customizados!

O pygowave está ai, é free e parece interessante. Já fiz meu cadastro e pretendo brincar um pouco nele.

Espero que ajude a mantar as “NUMBRIGAS” de vontade de alguns ;)

Cya!

Anúncios