Logotipo: Viva

Fala galera!

Mais um logotipo pra galeria. Esse é pra equipe de Interface Homem Máquina, composta pela mesma turmitcha de sempre (William Rodrigues, Nayara Andressa e Diego Doná).

Fizemos brainstorm e drafts durante a aula até chegarmos no “Viva” para o nome. Emoticonzeiro como sempre fui, já pensei em encaixar um “\o/” estilizado ao invés de um simples V.

“Viva” pois facilitaremos a sua vida com a nossa solução! O “v” estilizado representa a alegria e alívio por (mais) um problema solucionado.

Usei Illustrator pra fazer o desenho final e coloração.

Logotipo Viva

Cya galera!

Unindo C#, Linq to Objects e estatística

Olá a todos!

Neste semestre tenho aulas de estatísticas básicas. Média, mediana, variância, gráficos… Todas essas coisas lindas da matemática.

Tive um exercício meio “trabalhoso” e percebi que poderia facilitá-lo usando meu amigo computador.

Hm… Diga-me mais!

Professor Bolinha

Post filosófico,

Meu querido professor, PROFESSOR BOLINHA, requisitou a retirada de seu nome deste blog. Como sou um garoto dedicado e adoro a figura, fiz o seu desejo. Também anexo um .PDF (versão “censurada”, sorry) com as modificações que fiz, para mostrar a transparência na administração deste blog.

Entregarei uma sem cortes para o PROFESSOR BOLINHA, para demonstrar minha boa vontade para com seu pedido.

Só entro num pensamento confuso: Não posso citar o nome de nenhum docente meu aqui? Mesmo se for pra falar bem?

Tudo bem, da próxima vez que for falar de alguém ou citar o nome, pedirei permissão explícita.

Fica a díca do que pode acontecer se vocês citarem o nome de alguém no blog de vocês.

Projeto final em linguagem C

Programar em C# no trabalho, C e PHP na faculdade não é legal para a saúde mental. Entre C e C# até que as coisas fluem legal, mas no PHP dá uma revolta não poder usar um update panel nem ter uma IDE potente ao seu dispor.

O bom foi que descobri o que diabos o New do C# esconde de nós quando instanciamos uma classe. Eu acho.

Alocar memória “na mão”, fazer o “garbage collection” manualmente é fods. Cada vez mais gosto do C#! Mas ainda assim os desafios de C acabam sendo interessantes.

Por exemplo, esse trabalho que nosso professor de estrutura de dados passou. Criamos um array de ponteiros de estruturas, salvamos/recuperamos dados de arquivos binário e texto. Deram muitos problemas durante o caminho, mas venci!

Download trabalho estruturas, ponteiros e arquivo binário.